Quick menu de navegação :

  1. Ir para o assunto
  2. Ir para o menu das secções principais
  3. Ir para a ferramenta de pesquisa
  4. Ir para o menu de idiomas
  5. Ir para o menu de Ajuda
  6. Vá para a lista de atalhos de teclado
Pessoas

Menu Ajuda :

Conteúdo :

Módulo :

Benefícios e remuneração competitivos (GRI LA3)

 

O Grupo Sanofi adota uma política abrangente de benefícios, que busca ir além das obrigações legais. Atualmente este pacote inclui:

  • vale-refeição ou refeitório (dependendo da localidade);
  • vale-transporte, transporte gratuito (dependendo da localidade);
  • concessão de automóveis (aos empregados elegíveis);
  • seguro de vida e de acidentes pessoais;
  • assistência médica (com variação de valor de reembolso e de rede credenciada, de acordo com o nível hierárquico) e odontológica;
  • reembolso de medicamentos;
  • cobertura para incapacidade/invalidez;
  • licença-maternidade e paternidade (exceto para estagiários e aprendizes) – veja quadro abaixo;
  • creche ou auxílio-creche (dependendo da localidade);
  • plano de aposentadoria complementar (aos empregados elegíveis);
  • empréstimo consignado, participação nos lucros (exceto para estagiários e aprendizes);
  • parcerias para descontos em cursos, restaurantes e academias.
 

EXTENSÃO DA LICENÇA-MATERNIDADE E PATERNIDADE (GRI LA15)

A Sanofi aderiu ao Programa Empresa Cidadã, que prevê a extensão da licença-maternidade. Na prática, a gestante pode escolher entre três opções de licença: retorno após quatro meses, retorno após seis meses ou retorno após quatro, mas trabalhando os dois meses seguintes por meio período. Isso vale também no caso de adoção de crianças. Para os pais, em vez da licença de cinco dias, eles podem ficar dez dias ao lado dos seus bebês. Em 2013, 121 empregadas se beneficiaram da licença-maternidade; em 2014, foram 109 empregadas.

 

Salários acima do mínimo nacional (GRI EC5)

No Grupo Sanofi Brasil, não há empregados que recebam apenas o salário-mínimo nacional vigente. O valor é definido com base nas diretrizes de sua política de Recursos Humanos e do setor em que o funcionário atua. Em 2013, quando o salário-mínimo correspondia a R$ 678,00, o menor salário pago pelo Grupo era R$ 1.037,00 (153% do valor previsto pela legislação). Em 2014, quando o salário-mínimo correspondia a R$ 788,00 o menor salário pago pelo Grupo era R$ 983,00 (125% do valor previsto pela legislação). A diferença nesta porcentagem, de 2013 para 2014, se deve ao fato da criação de novos cargos no Grupo, já que a Sanofi não pratica redução salarial.

Há variações de salário-mínimo praticadas entre as divisões do Grupo (Sanofi Farma, Sanofi Pasteur, Medley, Merial e Genzyme). Gênero, porém, não é um critério para diferenciação de salário.

Menu Ajuda :

Copyright © Sanofi 2011-2017. Todos os direitos reservados. Atualizado em: 25 de Junho de 2017

  1. Atualizado em: 25 de Junho de 2017